.


 
 

Sugestões para elaborar uma carta de apresentação

Não basta um bom Curriculum, é preciso aprender a conquistar e despertar curiosidade em quem avalia a sua candidatura. Aprenda a usar a Carta de Apresentação como uma poderosa arma para apelar ao interesse pelo seu perfil.

1. Leia e releia as suas cartas antes de as enviar - Escrever profissionalmente significa não dar erros ortográficos, gramaticais ou de dactilografia. Muitos currículos são imediatamente desqualificados devido a esse tipo de erros.

2. Remeta a carta à pessoa que o pode contratar, nomeadamente Directores de departamentos ou de recursos humanos - Telefone para a empresa e descubra o nome da pessoa a quem deve remeter o seu CV e a sua carta de apresentação. Isso demonstra sentido de iniciativa e saber utilizar todos os recursos ao seu alcance.

3. Envie a sua carta a uma pessoa em particular e não a uma empresa - Coloque o nome e o cargo da pessoa sempre que o souber. O objectivo é conseguir fazer chegar a carta a quem o poderá contratar e, caso assim seja, com quem irá trabalhar.

4. Escreva com as suas próprias palavras - Certifique-se de que a sua carta "soa" a escrita por si e não como algo extraído de um livro. A sua carta de apresentação e o seu currículo deve ser um reflexo apurado da sua personalidade. Os empregadores procuram conhecimento, entusiasmo e determinação.

5. Utilize todo o tipo de instrumentos de referência que puder - É fundamental ser rigoroso e profissional com as suas cartas de apresentação, por isso não hesite em recorrer a todas as ajudas que puder e que o possam auxiliar com a gramática, com a ortografia e com a escrita de cartas.

6. Demonstre o seu conhecimento sobre a empresa e a sua área de actividade - Recorra a pesquisas. Não exagere, mas deixe claro que não escolheu aquela empresa ao acaso da lista telefónica. Escolheu aquela empresa e não outra porque a conhece e sabe o que faz.

7. Utilize expressões e frases que sejam significativos para o empregador - Personalize a sua carta o máximo que puder de acordo com as necessidades da empresa. Isto implica que pense na empresa, nos seus Clientes e no trabalho que já se vê a desenvolver para eles.

8. Certifique-se que incluiu na sua carta um endereço para resposta ou um número de telefone - Isto significa colocar o nome da rua, o código postal, número de telefone e / ou e-mail.

9. Escreva a sua carta num tom formal que o promova enquanto profissional - A sua carta deve ser o mais aproximado possível de uma proposta de trabalho e não um pedido para a marcação de uma entrevista. O que está a oferecer é que é importante, bem como os objectivos que pode ajudar a empresa a alcançar.

10. Minimize os "Eus" e valorize os "Tus" - A ideia é transformar os "eu tenho" em "vocês querem" da empresa. O que é que tem para oferecer à empresa que eles necessitem e que crie a necessidade de marcar uma entrevista consigo.

11. Escreva a sua carta de forma a parecer pessoa confiante, mas não pedante - Se considera que preenche todos os requisitos para a função escreva-o na carta. Acentue a "correspondência" entre as suas capacidades e as necessidades da empresa. Ao agir assim, está a demonstrar a sua viabilidade enquanto candidato.

12. Certifique-se que a sua carta fornece aos seus destinatários alguma informação sobre si a nível pessoal - Faça dos seus feitos, qualidades e experiência profissional os elementos mais importantes das suas frases e evidencie o que pode providenciar à empresa do destinatário da carta. Use linguagem concisa e específica de forma a que leitor possa ter uma boa ideia do que já fez e de quem você é.

Fonte: Portal Caixa IU

 

A Minha Caixa




    

REGISTA-TE AQUI
Esqueceste-te da palavra chave?
 

Voltar
Imprimir
Home
Redes Sociais